ACONTECIMENTOSMundoNoticiasNotíciasPoliticaPolítica

Príncipe saudita acusado de assassinato e esquartejamento de jornalista será recebido por Bolsonaro em março

O príncipe Mohammed bin Salman é criticado por desrespeito a direitos humanos em seu regime. Ele tem agenda de negócios no Brasil.

Príncipe saudita acusado de assassinato e esquartejamento de jornalista será recebido por Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL) receberá a visita oficial do príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman no Brasil. O líder da Arábia Saudita é conhecido pela agenda repressora e acusado de assassinar e mutilar o jornalista Jamal Khashoggi, crítico de seu regime.
O encontro entre Bolsonaro e Mohammed Salman está previsto para ocorrer em 14 de março, em uma tentativa do governo brasileiro de enfatizar a agenda econômica com o país do Oriente Médio. A informação da visita foi divulgada pelo blog de Natuza Nery, no G1, e confirmada pela Folha de São Paulo com fontes da área diplomática.
O ASSASSINATO: O príncipe, conhecido como MBS, é apontado pela inteligência americana como responsável por aprovar o plano para assassinar o jornalista saudita Jamal Khashoggi. O colunista do jornal The Washington Post e crítico de MBS foi visto pela última vez no consulado em Istambul em 2 de outubro de 2018, onde teria recebido uma injeção letal antes de ter o corpo esquartejado e os restos mortais —nunca encontrados— retirados do local em sacos de lixo.
O príncipe é um dos líderes de governos autoritários que costumam ser elogiados por Bolsonaro e aliados desde o início do mandato. Em 2019, o presidente se encontrou com ele em Riad, na Arábia Saudita, e disse ter “certa afinidade” com o príncipe, de quem afirmou ser “quase irmão”.
Mas a postura repressora do governo saudita tem afetado até mesmo as relações financeiras do reino. Logo após o assassinado do jornalista, por exemplo, o diretor-executivo da Uber, Dara Khosrowshahi, cancelou a participação na Davos do Deserto.
Em março de 2021, em seu discurso de despedida na presidência da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, o deputado federal Eduardo Bolsonaro elogiou o príncipe saudita e destacou a promessa de investimentos bilionários no Brasil.
“Exemplo objetivo deste trabalho é o acordo com o fundo de investimento público saudita para explorar oportunidades no Brasil, com investimentos mutuamente benéficos em até US$ 10 bilhões. Obrigado, príncipe Mohammed bin Salman”, disse o filho do presidente. (redação on line A Notícia – Folha de São Paulo)

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo