BrasilGovernoVazamento de dados

BRASIL É O QUARTO PAÍS COM MAIS SENHA DE ÓRGÃOS PÚBLICOS VAZADAS.

Levantamento foi feito por empresa especializada e apontou Caixa Econômica como entidade mais afetada pelos ataques

Relatório aponta Caixa Economica Federal como o orgão mais afetado pelos vazamentos de senhas de usuários.

Após aparecer em lista como líder mundial em vazamento de dados de cartões, o Brasil surgiu como o quarto país com o maior número de senhas de órgãos públicos vazadas desde janeiro deste ano.

O dado está em um levantamento feito pela empresa Synhut, especializada em segurança na internet. O documento afirma que 68.535 dados foram vazados no país.

No ranking, a Caixa Econômica aparece como o órgão com o maior número de vazamentos, com 2.197 senhas. Depois, estão a Fatec-SP, com 2.035, a Secretaria de Educação de São Paulo, com 1.665, e a Prefeitura de Belo Horizonte, com 1.008.

Em fevereiro de 2021, houve o vazamento de 3,2 bilhões de dados privados de usuários de internet de todo o mundo, no ataque conhecido como COMB21. Os Estados Unidos foram o país mais afetado, com 625 mil senhas vazadas, seguido pelo Reino Unido, com 205.099, e pela Austrália, com 136.025.

o fundador da empresa que fez o levantamento, Felipe Daragon, disse que países como China e Rússia aparecem em posições mais baixas em função da grande parcela da população que é analfabeta e que acabou servindo como uma proteção contra os vazamentos.

No início do ano, a Polícia Federal deu início à operação Deepwater, em resposta a esses ataques. Daragon, no entanto, ressaltou que prisões não são uma medida eficiente contra esse tipo de invasão.

“Somente uma resposta robusta e global, com atuação dos pesquisadores de segurança, poderá causar um impacto maior e diminuir a frequência e dimensão dos vazamentos”, disse Daragon em entrevista online à CNN.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo