ACONTECIMENTOSEconômiaPará

QUASE 50 MIL TRABALHADORES AINDA NÃO SACARAM O PIS-PASEP NO PARÁ

Abono é pago ao trabalhador com carteira assinada que recebe até dois salários mínimos

O saldo remanescente é de R$ 33,6 milhões e os trabalhadores com direito ao benefício têm até o dia 30 de junho para realizar o saque.

Prazo para saque do abono 2020/2021 termina dia 30 de junho; no Estado, o saldo remanescente é de R$ 33,6 milhões

No Pará, 44 mil trabalhadores ainda não sacaram o abono salarial PIS-Pasep 2020-2021 – ano base 2019, segundo dados enviados pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil ao Jornal O Liberal. O saldo remanescente é de R$ 33,6 milhões e os trabalhadores com direito ao benefício têm até o dia 30 de junho para realizar o saque.

Pago ao trabalhador com carteira assinada que recebe até dois salários mínimos, esteja há pelo menos cinco anos inscrito no PIS/Pasep e tenha trabalhado pelo menos 30 dias no ano-base, o benefício varia conforme o número de meses trabalhados, podendo ser de R$ 92 a um salário mínimo (R$ 1.100), para quem trabalhou os 12 meses em 2019.

O PIS é pago pela Caixa Econômica para trabalhadores da iniciativa privada. No Pará, 467.483 têm direito ao benefício, totalizando R$366.6 milhões. Desses, 9.124 ainda não foram pagos, somando R$5.6 milhões, segundo a Instituição.

Já Pasep é pago pelo Banco Brasil para trabalhadores do setor público. A instituição financeira informou que foram identificados 158 mil abonos salariais não pagos no Estado do Pará, o que totalizava saldo de R$ 150 milhões. Até agora, o saldo remanescente é de 35 mil trabalhadores que ainda não realizaram seus saques, o que totaliza R$ 28 milhões de saldo remanescente.

Calendário

O calendário de pagamentos começou em julho do ano passado, levando em consideração o mês de nascimento e o número final da inscrição. Os trabalhadores que não efetuarem o saque até 30 de junho, terão que esperar o início do próximo calendário do abono salarial, previsto apenas para 2022. Pelas regras em vigor, é assegurado ao trabalhador o direito aos valores do PIS/Pasep pelo prazo de cinco anos.

No caso do PIS, o trabalhador que possuir Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Quem não tem o Cartão, pode receber o valor em qualquer agência da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação.

A Caixa efetuou pagamentos em conta Poupança Social Digital, mas aqueles que não têm outro tipo de conta corrente ou poupança no banco podem movimentar os recursos por meio do aplicativo Caixa Tem.

Já os servidores públicos que têm direito ao Pasep e são correntistas do Banco do Brasil, receberam os valores em conta de forma automática. Para o demais beneficiários, os pagamentos poderão ser realizados via TED nas agências ou no site www.bb.com.br/pasep.

Notícias relacionadas

Botão Voltar ao topo