Floresta do Araguaia

FLORESTA DO ARAGUAIA: Familiares e amigos de Karoline Carvalho fazem manifestação pedindo justiça e Secretário de Saúde do Município diz que suposta negligência está sendo apurada

Karoline Carvalho morreu no último dia 23, no Hospital Municipal de Floresta do Araguaia, após ingerir veneno de rato. Manifestantes afirmam que a vida da jovem poderia ter sido salva se o hospital não tivesse sido negligente no atendimento. Secretário de Saúde do Município diz que um processo administrativo foi instaurado.

Nos cartazes, frases de efeito com pedidos de justiça por Karoline Carvalho/ Foto: reprodução.

Nesta quinta-feira (03), em Floresta do Araguaia, familiares e amigos de Karoline Carvalho, 19 anos, fizeram barulho em frente ao Hospital Municipal de Floresta do Araguaia, onde a jovem faleceu no último dia 23, segunda-feira. Cerca de 100 pessoas participaram do ato.

Relembre o relato da família sobre o atendimento prestado à jovem clicando aqui.

A manifestação começou por volta das 8 horas e houve uma caminhada até o local. Discursos em voz amplificada por microfone e caixa de som foram feitos em que familiares pediram melhoria para todos no tratamento da saúde pública e que os profissionais trabalhem com mais responsabilidade. “Hoje é alguém da minha família, amanhã não sabemos quem será”, repetia uma parente

 

Secretário de Saúde do Município diz que suposta negligência está sendo apurada

Em entrevista exclusiva ao An10 Notícias, o Secretário de Saúde do Município de Floresta do Araguaia, Carlos Rocha de Abreu, afirmou que um processo administrativo foi instaurado para apurar o caso e quem deve definir se houve negligência ou não são os órgãos competentes, tais como IML, o Conselho Regional de Medicina e o MP.

“O processo administrativo também serve para que a sociedade tenha real conhecimento do que aconteceu. Depois o resultado ficará à disposição para quem quiser ver’, afirmou o secretário.

O secretário também afirmou que Karoline Carvalho foi assistida pelo hospital e pelo médico prontamente e que este tratou dos sintomas que eram aparentes, sendo que a jovem aparentava fortes sinais de crise psicótica e não de envenenamento, também que a ambulância do hospital foi oferecida desde o início.

“As imagens do hospital não mentem. Nós temos o horário que ela chegou nas câmeras e o horário que ela foi atendida. Ela foi assistida todo o tempo. O médico a analisou e não tinha sinais de envenenamento. Foram apresentar o frasco de veneno mas era tarde”, diz Carlos Rocha.

O secretário Carlos Rocha de Abreu também afirmou que o médico e a equipe já estão tomando atitudes de mudanças nas aberturas de boletins dos pacientes que chegam ao hospital.

Secretário diz que talvez a família pudesse ter impedido que jovem tomasse o veneno

Ainda segundo o secretário de saúde, a família da jovem Karoline sabia que ela tinha tendências suicidas e aquela não foi a primeira vez que ela tentou se matar. Ele questiona se a família não poderia ter tomado providências para impedir. Para ele, a família poderia ter buscado ajuda da saúde municipal muito antes, inclusive no CAPS do Município, para que a moça fosse atendida, recebesse cuidados para distúrbios mentais e tivesse sido evitada a situação.

“Mas é uma situação toda muito estranha. Eles sabiam que ela apresentava esses distúrbios; ela não dormia com o marido há dois dias, dormia na casa da mãe nos últimos dias que aconteceu o fato. Dois dias antes ela já tinha tentado se matar, antes disso também, pois tinha cortes antigos e outros mais novos. Ela tinha a palavra “morte” escrita com gilete no braço esquerdo. Por que a família não impediu que ela tomasse veneno e deixou ela sozinha? Tiveram pelo menos 12 anos para procurar ajuda pra ela que tinha esses problemas. Aí depois que toma o veneno é complicado”, comentou o secretário.

Carlos Rocha disse que a Secretaria Municipal de Floresta do Araguaia lamenta muito o ocorrido, a perda da ente, e vai fazer tudo que for possível para elucidar o caso. (Da redação)

 

 

 

 

 

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo