AmazonasCoronavírusSaúde

AMAZONAS: Governo suspende alta dosagem de cloroquina em pacientes com Covid-19 após apontar risco de morte

Pesquisa desenvolvida no estado aponta que alta dosagem do medicamento pode ser tóxica para o coração de pacientes e levar à morte.

Apenas uma baixa dosagem de cloroquina poderá ser usada em pacientes graves com o novo coronavírus no Amazonas, segundo informou o Governo do Estado. A medida foi divulgada em coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (15), após um  estudo pioneiro no Estado sobre o uso do medicamento apontar que alta dosagem é muito tóxica para pacientes com a Covid-19 em estado grave. O número de  casos confirmados da doença no estado chegou a 1.553, com 106 mortes, nesta quarta-feira (15).

Segundo o médico da Fundação de Medicina Tropical e pesquisador da Fiocruz-AM, Marcus Lacerda, quando o protocolo para a pesquisa foi desenhado, há cerca de um mês, havia uma dúvida sobre qual dosagem de cloroquina teria uma maior eficácia no tratamento de pacientes.

O estudo realizado no Amazonas também procurou entender a eficácia da dose maior que foi usada na China, segundo o médico da Fundação de Medicina Tropical. Um total de 81 pacientes foi dividido em dois grupos e os tipos de dosagens foram testadas neles.

“Nós diariamente monitorávamos pacientes que estavam usando as duas doses. Acontece que, essa dose maior que está sendo usada na China e ainda é usada em outros países, não se mostrou uma dose muito segura”, informou Lacerda.

Ainda conforme Lacerda, a alta dosagem de cloroquina tem potencial de ser tóxica para o coração, especialmente quando é associada com azitromicina – um antibiótico que também pode dar arritimia cardíaca.

Dos 81 pacientes monitorados, 11 morreram. Sete deles foram submetidos à alta dosagem de cloroquina, segundo os dados preliminares da pesquisa.

(Com informações de G1 Amazonas)

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar