Eldorado dos CarajásPolitica

ELDORADO DOS CARAJÁS: Pesquisa aponta reprovação da gestão de Célio e ascensão de Iara Braga

Iara Braga é professora e na última eleição em 2016 ela foi a segunda mais votada na disputa ao poder executivo

Faltando um ano e cinco meses para as eleições municipais, a população de Eldorado dos Carajás já aponta as tendências eleitorais para escolha de vereadores e principalmente do chefe do poder executivo. Durante pesquisa realizada no município, os moradores se mostraram bem informados quando o assunto é avaliação das lideranças locais. Na modalidade espontânea, 71,19% dos entrevistados afirmam estar indecisos, mas quando os nomes dos pré-candidatos são apresentados apenas 18,68% dizem continuar indecisos.

Célio Boiadeiro tenta reverter os índices de sua gestão e espera chegar em 2020 em condições de disputar a reeleição

GESTÃO: A pesquisa também Célio Boiadeiro tenta reverter os índices de sua gestão e espera chegar em 2020 em condições de disputar a reeleiçãoevelou quais são os problemas mais citados pela população: Pavimentação de ruas e saneamento básico, estradas rurais, iluminação pública e saúde foram os vilões responsáveis pela má aprovação da atual gestão. 79.76% classificaram como regular negativo, ruim e péssima a atual gestão de Eldorado dos Carajás. Apenas 18,68% aprovam a gestão do prefeito Célio Boiadeiro (MDB) e 1,56% não quiseram opinar ou disseram estar indeciso.

POLÍTICA: No quesito política, os entrevistados apontaram os nomes da professora Iara Braga (DEM) e do ex-prefeito Divino do Posto (PPS) como os mais cotados em uma eventual disputa ao cargo de prefeito. Confira os números:
O levantamento foi feito pelo Instituto Desttaq Pesquisa – Mercado e Política, com os serviços de campo feitos por estudantes da Universidade do Estado do Pará (UEPA), campos XV. A pesquisa foi realizada nos dias 22 e 23 de março deste ano, encomendada pelo portal Conexão Pará. O instituto ouviu 257 pessoas na cidade, localidades rurais e distritos. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar