AcontecimentosAtualidadesNoticiasParáPoliticaSaúdeSolidariedade

COVID-19: Deputado Lenildo Mendes ‘Caveira’ protocola documento pedindo suspensão de verbas de gabinete

Além do salário, cada deputado ainda tem direito a R$ 79.840,00 mensalmente para gastos extras.

    Deputado Delegado Caveira quer destinar verbas para o combate ao Coronavírus

Nessa última terça-feira (24), o deputado Estadual Lenildo Mendes ‘Delegado Caveira’ (PP) protocolou na mesa diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Pará um requerimento propondo a suspensão do pagamento de verbas indenizatórias aos 41 parlamentares, e que os referidos recursos sejam destinados ao enfrentamento da pandemia do Covid-19.

O deputado defende que as seções estão suspensas e que o valor pode ser economizado e devolvido ao Estado.

Requerimento enviado á Assembleia Legislativa do Estado

CUSTO: Além do salário, cada deputado estadual do Pará ainda tem direito mensalmente a R$ 79.846,00, como verba de gabinete, instituída através de cinco decretos: 1) – verba indenizatória R$ 35 mil, para pagamento de transporte, divulgação de ações e outros; 2) – auxílio transporte R$ 5.846,00, para passagens e locação de carros; 3) – vale combustíveis R$ 7 mil, para abastecimento; 4) vale alimentação R$ 30 mil, tíquetes; 5) – despesas de correspondência R$ 2 mil, envio de informações de ações parlamentar. São esses valores a que o requerimento se refere.

Em seu requerimento o deputado pede que o montante economizado, R$ R$ 3.273,44 milhões referente há um mês, seja destinado aos cofres do governo do Estado para ser aplicado em ações de proteção a população no combate ao covid – 19.

ECONOMIA: O deputado Lenildo Mendes ‘Caveira’, explicou que o seu requerimento não afeta os salários de servidores e deputados “Estamos nos referindo a gastos que os deputados podem ficar sem eles, pelo menos por um mês já que as seções estão suspensas; inclusive o meu gabinete já abre mãos desses valores desde o início do meu mandato”, disse o deputado. Ele explicou que desde que assumiu a vaga na ALEPA, já devolveu aos cofres do Estado R$ 2,5 milhões em 13 meses der mandato.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar