CidadesPolíciaSão Felix do Xingu

SÃO FÉLIX DO XINGU: Polícia prende pistoleiros contratados para impedir invasões em fazenda

Denúncias de que grupo fortemente armado estava aterrorizando a região levaram equipe policial até o local

Policiais civis prenderam em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e associação para o crime os presos Severiano Nazario da Silva, 57 anos; Antônio da Silva Nascimento, 42 anos; Danilo Brito Cintra e Antônio Batista da Silva, 54 anos. No sábado (13), uma equipe de policiais civis formada por integrantes da Superintendência Regional do Alto Xingu, Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) de Redencao, Delegacia de Conflitos Agrários (DECA) de Redenção e Grupo de Pronto Emprego (GPE) se deslocou até uma fazenda pertencente ao falecido Evandro Geraldo Rocha Reis, que era conhecido como Rochinha e que morreu em queda de avião em julho do ano passado.
O objetivo da incurGrupo foi preso em flagrante em uma fazenda distante 60 km da sede do município de São Félix do Xingu. No local, foram encontradas muitas armas e munições.são policial foi averiguar denúncias de que, no final do mês de março deste ano, cerca de vinte homens armados em três caminhonetes, expulsaram diversas pessoas que haviam invadido a fazenda pertencente a Rochinha. A propriedade rural, que ocupa uma área de 1.600 alqueires, foi apreendida pela Polícia Federal ao constatar que Rochinha estava envolvido com o tráfico Internacional de drogas. Na fazenda, situada há 60 km da sede do município, foram encontrados quatro homens, recrutados em Marabá e Rondon do Pará.

Grupo foi preso em flagrante em uma fazenda distante 60 km da sede do município de São Félix do Xingu. No local, foram encontradas muitas armas e munições.

Armados com espingardas, eles estavam no local para não permitir que pessoas estranhas entrassem na propriedade. Em depoimento, eles revelaram que foram recrutados por parentes da ex-mulher de Rochinha. No local, foram encontrados ainda farta munição para espingarda e revólveres, coletes balísticos, toucas ninja, coturnos e gandolas (fardamentos militares).
Segundo o delegado José Carlos Rodrigues, titular da Polícia Civil em São Félix do Xingu, os vizinhos da fazenda estavam aterrorizados com o vai e vem de homens armados pelas estradas e agradeceram a Polícia pela ação na localidade. “Fomos informados ainda que, momentos antes da chegada da Polícia, quatro homens armados de revólveres e pistolas, haviam deixado o local para usar o telefone”, disse o delegado. Os pistoleiros estão presos à disposição da Justiça.

Etiquetas

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar