CidadesNoticiasPolíciaSão Felix do Xingu

SÃO FÉLIX DO XINGU: Invasores são intimados pela PF a sair de Terra Indígena

Invasores terra indígena

A Polícia Federal cumpriu nesta segunda-feira (30) a primeira parte da decisão judicial que determinou a reintegração de posse da Terra Indígena Trincheira Bacajá, do povo indígena Xikrin, entre Altamira e São Félix do Xingu, sul do Pará. Os agentes intimaram os invasores para que deixem a área ocupada no prazo de sete dias sob pena de multa diária de mil reais e retirada forçada.

O líder do movimento que ocupou ilegalmente a terra indígena Xikrin, e presidente da Associação Terra Prometida, foi identificado e auxiliou nas negociações com os demais invasores para que fosse realizada a reintegração de posse. Participaram da reunião quase uma centena de pessoas que ao final sinalizaram pelo cumprimento da decisão judicial.

A ação contou com o apoio da Força Nacional, Exército, e membros do Ministério Público Federal (MPF) e da Fundação Nacional do Índio (Funai), que deram suporte ao Oficial de Justiça.
Lideranças Xikrin denunciaram ameaças de morte e queimadas dentro da Terra Indígena. Autoridades sobrevoaram a região e encontraram áreas desmatadas, invasões e garimpos ilegais.

Segundo a PF, os invasores foram alertados que após o prazo de sete dias, equipes da PF, Força Nacional, Exército, Funai e MPF retornariam ao local para avalizar a situação e verificar se a decisão judicial fora cumprida. Caso contrário, os manifestantes que permanecerem na Terra Indígena Trincheira Bacajá poderiam ser alvo de retirada forçada, além do pagamento de multa diária.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar