Polícia

Populares lincham acusado de roubo e podem ter matado inocente

Por meio da Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Pará, o diretor da Delegacia de Polícia de Tucumã, delegado Rafael Machado, prestou esclarecimentos sobre o caso do linchamento de Josemilton Nunes dos Santos, ocorrido na última (20) naquele município, por suspeita de envolvimento no roubo de uma motocicleta pertencente a um profissional de mototáxi da cidade.

Segundo o delegado, até o momento, já foram identificados cinco mototaxistas envolvidos na morte de Josemilton Nunes. A Polícia utilizou as imagens de celulares divulgadas em grupos de WhatsApp para fazer a identificação. Todos os identificados, segundo o policial, tiveram seus rostos mostrados com clareza nas filmagens.

Como os mototaxistas de Tucumã são todos registrados na associação da categoria, o delegado espera identificar outros participantes do crime bárbaro através da numeração dos coletes, que também aparece nas imagens.

Ainda segundo Rafael Machado, via Ascom PC, há informações que ainda precisam ser confirmadas nas investigações, segundo as quais o dono da motocicleta, que foi subtraída de um ponto de mototáxi de Tucumã, teria reconhecido Josemilton Nunes como um dos autores do crime. Esse mototaxista vítima do roubo teria, então, mobilizado outros colegas de profissão para perseguir o suspeito.

Assim que encontraram Josemilton, teriam iniciado uma sessão de espancamento, ainda nas proximidades do local de onde a moto foi levada. Em seguida, o grupo de agressores colocou o suspeito em cima de uma moto e o levou para um bairro mais afastado do centro da cidade (foto que ilustra a matéria), onde o mataram.

A polícia iniciou no mesmo dia do crime as diligências para tentar esclarecer o roubo da moto e o linchamento do suspeito. Segundo o que foi relatado pelo delegado Rafael Machado à Assessoria de Imprensa da Polícia Civil, já há noventa por cento de certeza, por parte dos investigadores, que Josemilton Nunes não teve nenhum envolvimento com o roubo da motocicleta. Ou seja, ele foi morto inocentemente pela turba que decidiu fazer justiça pelas próprias mãos.

PRISÕES

Os cinco mototaxistas identificados nas filmagens, como participantes diretos do linchamento de Josemilton, ainda não foram localizados pela Polícia. O dono da moto roubada também ainda não foi ouvido pelo delegado. Mas, para Rafael Machado, tudo indica que o homem linchado não teve mesmo nada a ver com a subtração do veículo do ponto de mototáxi.

Etiquetas

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar