Floresta do AraguaiaNoticiasPolícia

Polícia prende um dos suspeitos de provocar queimadas em 5 mil hectares de floresta no sul do Pará

De acordo com as investigações, o suspeito era o administrador da fazenda Ouro Verde, que fica localizada em local de reserva ambiental

A Polícia Civil prendeu na manhã do último domingo (15), um dos suspeitos de provocar queimadas em mais de 5 mil hectares de floresta nativa em São Félix do Xingu, no sul do Pará. Segundo a Polícia, João Batista Rodrigues Jaime era o administrador da fazenda Ouro Verde, que fica localizada dentro da Área de Proteção Ambiental Triunfo do Xingu. Ainda de acordo com a polícia, Jaime foi preso dentro das dependências da fazenda.

Segundo as investigações, Jaime e os dois proprietários da fazenda são responsáveis pela queimada de uma área de mais de 5 mil hectares de floresta em local de reserva ambiental. Em buscas realizadas na fazenda, a polícia apreendeu vários documentos, celulares e munições.
No dia 29 de agosto, o fazendeiro José Brasil de Oliveira foi preso em Goiânia. Ele e o irmão, Geraldo Daniel de Oliveira, são proprietários da fazenda Ouro Verde. Em depoimento, José Brasil negou ser o mandante do desmatamento. Geraldo de Oliveira ainda está foragido.

INQUÉRITO: Os mandados são parte da investigação da Polícia Civil que apura indícios de prática de incêndio criminoso nas regiões de Novo Progresso e São Félix do Xingu, sudoeste e sudeste do Estado.
Duas forças-tarefas foram enviadas para os municípios para dar início às investigações. Os agentes ouviram depoimentos dos militares das Forças Armadas e de servidores envolvidos na ação de combate ao desmatamento e queimadas no Pará.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar