BrasilPolícia

Casal de lésbicas são presas acusadas de matar a família de uma delas

Corpos foram encontrados em carro incendido

A Justiça de São Bernardo do Campo decretou a prisão temporária de 30 dias de Ana Flávia Gonçalves, de 24 anos, e a companheira dela, Carina Ramos, de 31 anos. Elas são suspeitas de envolvimento na morte dos pais e do irmão de Ana Flavia.

Os três corpos foram encontrados carbonizados no interior de um carro em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

Em depoimento, a filha do casal morto mencionou um possível envolvimento com agiotas, mas a polícia já tinha como uma das linhas de investigação uma possível briga familiar.

O comerciante Romuyuki Gonçalves, a mulher Flaviana Gonçalves, e o filho Juan Gonçalves, 16 anos, foram encontrados mortos no carro da família, um Jeep Compass, na divisa de São Bernardo e Santo André, na madrugada desta terça-feira (28). O carro foi queimado.

De acordo com o irmão de Flaviana, que pediu para não ter o nome revelado, após a casa das vítimas passar por perícia, parentes foram ao local e viram marcas de sangue nos quartos do casal e do filho.

“Também acharam sangue nas escadas e na sala. Estava tudo revirado”, disse.

A investigação conseguiu imagens de câmeras de monitoramento que mostram o carro da filha mais velha do casal deixando o condomínio onde moravam, por volta de 1h. O veículo é seguido pelo Jeep Compass em que a família foi encontrada morta horas depois.

A polícia também investiga o sumiço da arma de fogo que Romuyuki Gonçalves mantinha em casa.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar