Pará

PARÁ: Posto da Sefa pode sair da cabeceira da ponte rodoferroviária

Concorrência do grande tráfego no acesso ao São Félix, com carretas e caminhões que param na fiscalização, comprometem o fluxo na via

O Governo do Pará começa a se movimentar para atender um anseio da comunidade de Marabá, mais especificamente dos motoristas: retirar o posto fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) da sua atual localização, na cabeceira da ponte rodoferroviária do Rio Tocantins. O grande volume de carretas que param à margem da BR-222 para apesentar notas diminui o espaço de passagem dos demais veículos em ambos os sentidos, além do perigo. Quase todas as semanas, em algum momento, são registrados congestionamentos no local e a impaciência e revolta dos motoristas também é imediata.


Posto fiscal (UECOMT) fica próximo à cabeceira da ponte e é problema ao trânsito

Atendendo a pedidos de setores locais, João Chamon Neto, secretaria Regional de Governo do Sul e Sudeste do Pará, levou a demanda à Sefa, em Belém, e está liderando os esforços pela mudança de localização do posto fiscal. No último dia 24, Chamon esteve reunido diretamente com o secretário da Fazenda, René de Oliveira Junior.

Os dois secretários de estaduais concordam que a mudança já em curso é o melhor caminho, inclusive para melhoria das condições da própria fiscalização, que ao longo dos anos ficou com estrutura acanhada para o grande volume de trabalho na BR-222.

João Chamon com o titular da Sefa em reunião na semana passada

Chamon disse que o novo posto fiscal será instalado em um ponto entre São Félix e Morada Nova. A mudança de local está aguardando apenas a obra de colocação da balança rodoviária para que a nova base fiscal tenha todas as condições de operar a fiscalização de peso, com controle mais eficiente do fisco. O combate ao peso excessivo dos caminhões de carga é um dos compromissos do atual governo do Pará, também para proteger o asfalto das rodovias paraenses.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar