Auxílio EmergencialNoticias

Pará tem 64,5% de famílias que recebem auxílio emergencial

 

 

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Mensal (PNAD Covid19) divulgada ontem (20), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostraram que 44,1% do total de domicílios brasileiros receberam algum tipo de auxílio emergencial relacionado à pandemia no mês de julho. No Pará foram 64,5% das residências beneficiadas com algum tipo de auxílio, a terceira unidade da federação com mais famílias recebendo apoio durante a pandemia, atrás de Maranhão (65,8%) e Amapá (68,8%).
De acordo com a pesquisa, todas as grandes regiões registraram aumento no percentual de domicílios recebendo o auxílio. Os maiores foram no Norte (60,6%) e no Nordeste (59,6%). Já no Sul, foram 30,9% dos lares. O valor médio do auxílio saiu de R$ 885 para R$ 896.
A Pnad Covid19 mostrou também que de junho a julho, a quantidade de pessoas desocupadas no Pará saltou de 385 mil para 421 mil, gerando um aumento na taxa de desocupação de 11,3% para 12,5%. Já na informalidade houve queda de 1,6 milhão de pessoas para 1,5 milhão em julho.
Já o percentual de pessoas ocupadas, mas que estavam temporariamente afastadas do trabalho por causa do distanciamento social em julho começou a cair em praticamente todas as unidades da Federação. No Pará, 11,1% da população ativa respondeu que esteve afastada do trabalho para manter o isolamento social. O Amapá registrou o maior índice de pessoas nessa situação, 16,9%.

(fonte: Diário Online do Pará)

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar