CoronavírusEducaçãoPará

Às vésperas do Enem: só 39% dos estudantes do Ensino Médio do Pará tiveram atividades em setembro

Dados são do balanço PNAD Covid-19, do IBGE.

 

Mais da metade (53,5%) dos alunos do Pará tiveram atividades mês passado (Igor Mota)

No Pará, das 2.380 milhões de pessoas que frequentariam escolas em setembro, 1,274 milhão (53,5%) teve atividades disponibilizadas, sendo a maioria (996 mil), com idades entre 6 e 16 anos (59,1%), apontou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em boletim mensal da PNAD Covid-19, divulgado nesta sexta-feira (23). Os dados são referentes à coleta realizada durante todo o mês de setembro pelo IBGE entre pessoas no território paraense, pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

Enem ainda à espera

Apesar da aproximação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), entre as turmas do Ensino Médio, apenas 34,8% dos estudantes paraenses tiveram atividades no mês passado, enquanto 51,4% dos estudantes de nível superior tiveram atividades disponibilizadas, apontou o balanço da PNAD Covid-19.

O mesmo boletim do IBGE também confirmou que um total de 394 mil paraenses apresentaram algum sintoma relacionado à covid-19 em setembro. A maioria (77,3%), porém, não procurou atendimento médico. Além disso, apenas 9,9% fizeram algum teste para saber se contraiu a doença no Estado.

Mais da metade (53,5%) dos alunos do Pará tiveram atividades mês passado (Igor Mota)

Pesquisa acabará em dezembro

A pesquisa PNAD Covid-19 iniciou em maio. Em parceria com o Ministério da Saúde, o IBGE entrou em campo (por telefone e em caráter experimental) com o objetivo era monitorar os impactos da pandemia no mercado de trabalho brasileiro e na renda total da população, bem com levantar dados sobre ocorrência de sintomas, medidas adotadas e testagens.

Entre dados relevantes estão as informações sobre trabalho remoto (“home office”) e o papel do auxílio emergencial na renda domiciliar. Agora, quando a pesquisa completa seis meses, o IBGE resolveu encerrar a coleta no dia 11 de dezembro próximo.

O primeiro motivo para o encerramento da coleta é o próprio caráter temporário da pesquisa. O segundo visa reduzir a sobrecarga dos informantes, pois se trata de uma pesquisa feita a partir de um painel fixo de domicílios, ou seja, os mesmos informantes são procurados todos os meses para responder, o que gera desgaste.

Com o fim da coleta em dezembro, o IBGE pretende divulgar ainda mais dois resultados mensais referentes aos meses de outubro e novembro.
Os dados completos da pesquisa PNAD Covid-19, com relatórios semanais e mensais, estão disponíveis no site do IBGE (com informações do IBGE no Pará). (O liberal)

 

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar