CidadesConceição do AraguaiaEducaçãoNoticias

CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA: Emoção marca cerimônia de formatura dos técnicos em Eventos do IFPA

Colação – Técnicos em Eventos IFPA Conceição do Araguaia

A solenidade de formatura de mais uma turma de técnicos em Eventos do Instituto Federal do Pará foi marcada pela inclusão social, emoção e gratidão de formandos, familiares, amigos e servidores do Campus Conceição do Araguaia. O evento foi realizado na noite da última quinta-feira (14). Entre os formandos, duas alunas surdas que contaram com uma intérprete de Libras durante a realização de toda a cerimônia.

Para o diretor de Ensino, Pesquisa, Extensão, Pós-Graduação e Inovação Tecnológica Prof. Cláudio Pereira, a solenidade foi o coroamento de dois valores que o IFPA estimula, promove e busca colocar em prática: inclusão e autonomia. Ele destacou a determinação e perseverança dos estudantes na conclusão do curso, em especial das alunas surdas Ana Clara da Silva Ferreira e Ilderlanha Lopes dos Santos e do aluno cego Guilherme Morais Bessa. E para finalizar aconselhou os recém-formados deixarem um legado. “Façam com que as pessoas usufruam do bem mais preciso que vocês podem deixar: o conhecimento”.

A diretora-geral substituta do Campus Conceição do Araguaia, professora Luisa Souza van der Laan, agradeceu a confiança que estudantes e seus familiares depositaram no IFPA, ao escolherem a instituição para cursar o ensino médio integrado. “Temos orgulho de vocês terem escolhido nosso campus e os parabenizamos pela resistência e persistência em ter chegado até esse momento. Fui coordenadora dessa turma e era uma turminha que me ‘dava trabalho’, mas hoje depois de tudo que passamos estou tão orgulhosa de vocês”, destacou a diretora.

Solenidade de formatura de mais uma turma de técnicos em Eventos do Instituto Federal do Pará.

No discurso, o orador da turma Gleycivan de Oliveira Gomes fez questão de reconhecer o trabalho dos docentes pela dedicação e empenho em compartilhar o conhecimento. “Agradecemos aos nossos mestres por transmitirem uma das maiores virtudes: o conhecimento. Os ensinamentos foram além dos conteúdos dados em sala”, ressaltou.

A mãe do orador Gleycivan de Oliveira Gomes fez um áudio-homenagem ao filho que emocionou a todos os presentes – destacando as qualidades dele e sua perseverança e dedicação aos estudos que o fizeram chegar com êxito até o momento.

Dentre as várias histórias de superação contadas pela professora Bárbara Carmona, ela fez questão de destacar a do estudante cego Guilherme Morais Bessa, primeiro cego a concluir o ensino médio integrado no IFPA/CDA, e que na luta contra o câncer encontrou apoio dos colegas, que decidiram entregar todo o dinheiro que estavam juntando para a festa de formatura a ele para que pudesse dar prosseguimento ao seu tratamento de câncer, demonstrando amor num nível máximo de doação ao próximo.

Ao se recordarem dos momentos que tiveram que interpretar as aulas às alunas surdas – as intérpretes de Libras Ruthely Gomes e Thatyane Silva se emocionaram bastante. “É momento de agradecimento e quando nos lembramos da superação deles em tudo não tem como não chorar. Sou grata por fazer parte dessa história”, disse Ruthelly Gomes. Viviane Campos

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar