AtualidadeAtualidadesCidadesNoticiasRedenção

Redenção sobe para categoria B no mapa brasileiro de turismo 2019/2021

O comércio impulsionado pela prestação de serviço contribuiu para a classificação

O Ministério do Turismo divulgou no Diário Oficial da União (DOU), o novo Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021, que estabelece novos critérios, compromissos e recomendações aos Estados, entre eles a obrigação de participação em instância de governança e em Conselho Municipal de Turismo (Comtur), ter órgão de turismo em atividade, orçamento próprio destinado ao turismo e possuir prestadores de serviços turísticos registrados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos, do Ministério do Turismo, (Cadastur).
A categorização dos municípios turísticos, estão entre “A” a “E”. Essa classificação é um instrumento de acompanhamento do desempenho das economias turísticas locais. Além disso, ele subsidia a priorização de investimentos por programas do Ministério do Turismo, incluindo ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observando características peculiares de demanda e vocação turística.
Dos 144 municípios paraenses, apenas 55 foram validados e inclusos na atualização da plataforma. Entre as 11 regiões turísticas do estado, apenas cinco despontam como os melhores posicionados na categoria B, que são: Salinópolis, Marabá, Santarém, Parauapebas e Redenção.
Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a integração destes locais no novo Mapa do Turismo é fundamental para que a pasta possa direcionar ações que desenvolvam o setor em cada região.
Redenção melhora na classificação
No mapa, o Ministério do Turismo promove uma classificação que leva em conta informações prestadas pelos municípios, como orçamento destinado ao turismo, infraestrutura de serviços, entre outros quesitos, e promove um ranking que vai de A (como melhor desempenho) até a letra E (pior desempenho).
Na última avaliação, realizada em 2017, Redenção foi classificada na categoria C. Através do trabalho realizado junto à Secretaria de Estado (Setur), Instância de Governância e os proprietários de estabelecimentos locais ligados ao setor turístico, a cidade conseguiu subir para a categoria B, uma posição privilegiada. “Agora, cabe às autoridades políticas e demais responsáveis buscar apoio pela alocação de recursos junto ao Ministério do Turismo para Redenção”, destacou Tony Rabelo diretor do departamento de turismo.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar