Acontecimentos

REDENÇÃO: Ministério Público pede afastamento do prefeito Carlo Iavé por prática de nepotismo

A ação foi ajuizada pela promotora de Justiça de Redenção, Lorena Moura Barbosa

O Ministério Público ajuizou uma ação civil pública de improbidade administrativa contra o prefeito de Redenção, Carlo Iavé Furtado de Araújo (MDB), por prática de nepotismo. O gestor, conforme a promotora Lorena Moura Barbosa, nomeou a irmã Daiane Furtado de Araújo para o cargo de secretária municipal de Administração. Ela exerce o cargo desde janeiro de 2016. Ainda segundo o MP, outros cinco servidores comissionados são parentes de ocupantes de cargos públicos na Prefeitura de Redenção.
A ação foi ajuizada pela promotora de Justiça de Redenção, Lorena Moura Barbosa, como desdobramento das denúncias feitas ao Ministério Públicos em 2016 e 2017 para apurar denúncia de prática de nepotismo em Redenção. A representante do Ministério Público denuncia que a situação se manteve, mesmo após a promotoria ter recomendado a desvinculação dessas pessoas dos cargos que ocupam.
O MP solicita à juíza Leonila Medeiros que a ação seja julgada procedente pela prática dos atos de improbidade administrativa, e pede a condenação de Carlo Iavé e Daiane Furtado a sanções como a perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos por oito anos e a proibição de contratar com o poder público ou de receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.
RESPOSTA: Em nota, a Secretária de Administração, Daiane Furtado esclarece que aguarda, com tranquilidade, para, no decorrer do processo, apresentar as documentações que comprovam sua qualificação e experiência na área para ocupar o cargo. Já o prefeito não foi localizado para se manifestar sobre o caso.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar