AcontecimentosCidades

Municípios do sul do Pará registram quedas em exportações de carne bovina

Redenção foi a que menos teve impacto nas exportações comparado às cidades de Xinguara e São Félix do Xingu.

Redenção foi a que menos teve impacto nas exportações comparado às cidades de Xinguara e São Félix do Xingu

Municípios do sul do Pará que exportam carne bovina congelada sofreram com fortes reduções nas exportações, logo nos três primeiros meses do ano. Dentre as cidades, Redenção foi a que menos apresentou queda no volume da exportação, comparado às cidades de Xinguara e São Félix do Xingu. De acordo com os números do Ministério da Economia, São Félix do Xingu e Xinguara, responsáveis pelo maior rebanho do Estado estimado em mais de 2,3 milhões de cabeças de gado, tiveram os seus piores desempenhos no volume de exportações de carne congelada somente nos primeiros meses do ano.
Em São Félix do Xingu a redução chegou a 44% em comparação ao ano passado. Entre janeiro e março as exportações chegaram a 1,95 milhão de dólares, este ano no mesmo período as vendas chegaram a 1,1 milhão de dólares.
Ainda conforme o Ministério da Economia, o município de Xinguara de janeiro a março deste ano, teve um faturamento de 7,3 milhões de dólares. No mesmo período de 2018 foram mais de 14 milhões de dólares em exportações de carne congelada. A redução em Xinguara chegou a 39,5%, quando comparado os dois períodos.
Entre janeiro e março de 2018, Redenção exportou carne no valor de 1,9 milhão de dólares. Este ano as exportações totalizaram 1,8 milhão de dólares, no mesmo período. Uma redução de 7,7% no faturamento.
Em contrapartida, a cidade de Água Azul do Norte, saltou na exportação. O município teve um crescimento de 41,2% entre 2018 e 2019. No ano passado as exportações do primeiro trimestre rederam 3,14% milhões de dólares. Este ano o faturamento já chegou a 4,43 milhões de dólares. Os números colocam o município de Água Azul do Norte, acima da media nacional no crescimento das exportações.
Apesar de manter um ritmo considerado excelente pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes Bovinas (Abiec), as exportações tiveram uma leve queda em março, recuando 4,3% em volume e 10,5% em faturamento.
Somados os três primeiros meses desse ano, contudo, os embarques somaram 405.668 toneladas, crescimento de 2,6% em relação às 395.536 toneladas no mesmo período do ano passado. “Trata-se do melhor início de ano dos últimos 12 anos”, relatou a Abiec em seu comunicado à imprensa.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar